A medicina veterinária foi criada no Brasil em 1918 e foi regulamentada em setembro de 1933.
Ela é uma das profissões mais importantes para o mundo todo, pois promove várias prevenções e soluções, como:

  • Preservação da saúde animal e consequentemente humana, já que algumas doenças são graves e podem ser transmitidas ao homem.
  • Preservação das espécies através de tratamentos e métodos de proteção.
  • Melhor produção de nutrição animal.
  • Defesa sanitária animal.
  • Saúde pública.
  • Ensino aos estudantes de medicina veterinária.
  • Preservação ambiental e ecológica.
  • Extensão rural.

Sem que haja saúde animal, a tendência é que o homem também passe a ter maiores problemas, já que o mesmo, na maioria dos casos, faz uso da carne de bovinos ou suínos ou mantém contato constante com seu animal de estimação.
Além disso, o veterinário minimiza perdas de vida, nos casos em que o animal está doente e precisa ser auxiliado para tratamento. Muitas vezes, esse cão, gato ou pássaro é tido como um membro da família. Sendo assim, os evolvidos não estarão dispostos a perdê-lo. Ainda que isso aconteça.
A medicina veterinária anda lado a lado com a medicina humana, já que em ambas houveram grandes descobertas, que beneficiaram muito a humanidade.
Na verdade, os veterinários são tão importantes como um endocrinologista ou clínico geral, já que trata e fornece apoio para reestabelecer a saúde do bichinho e consequentemente, traz de volta um animal feliz e saudável.
A Organização Mundial da Saúde no período de 1946 criou a saúde pública veterinária e assim foi definido áreas prioritárias de atuação, como:

  • Controle de zoonoses.
  • Higiene de alimentos.
  • Trabalhos laboratoriais.
  • Biologia.
  • E atividades experimentais – tratamentos para o câncer e etc.

Portanto, em todas essas áreas, há grande importância do veterinário, já que será ele o responsável por prover garantias de vida e boa manutenção da saúde dos grandes, dóceis, ferozes ou pequenos bichinhos!
Quer conhecer o que a Qualvet tem a oferecer a clientes e profissionais veterinários?